Real time web analytics, Heat map tracking
  • kjw.JPG
  • CAPA_IRS2020.jpg
  • PARCERIASbanner.jpg
  • IMG_20140826_183449.jpg
  • Ateia_estreia.jpg
  • BannerFacebook125.jpg
  • violino.JPG
  • 123-.JPG
  • header3.png
  • cinema.jpg

Comunicado dos Orgãos Sociais da Academia Almadense em resposta ás declarações do autarca Sr. Pedro Matias na última Assembleia Municipal, e respectiva defesa dos Movimento Associativo Popular Almadense. (transmissão da intervenção aqui - 03:57:00 de vídeo)

COMUNICADO


No passado dia 25 de junho o sr. Presidente da Junta de Freguesia da Charneca de Caparica e Sobreda e membro da Assembleia Municipal efetuou declarações, na Assembleia Municipal, que refletem uma profunda falta de respeito por pessoas e instituições deste Município, declarações essas, que para além de insultuosas mostram, como ao contrário do que afirma, desconhece o Movimento Associativo Popular, os seus dirigentes e essencialmente o seu trabalho.

Repudiamos desde já este comportamento.

Os órgãos sociais da Academia Almadense sentem-se obrigados a emitir o presente comunicado, lembrando aos nossos sócios e à população de Almada o trabalho desenvolvido ao longo de 125 anos de existência. O sr. Pedro Matias desconhece de certeza a importância do trabalho das coletividades no desenvolvimento da vila e mais tarde da cidade de Almada e dos Almadenses. Desde o século XIX que a Academia Almadense e as nossas congéneres desempenham em primeira linha um trabalho direto com a população substituindo-se ao estado, nomeadamente no acesso à cultura, ao desporto e ao recreio a preços acessíveis, através das bandas filarmónicas, escolas de música, teatro, prática desportiva e ocupação saudável dos tempos livres. São disso exemplo os vários nomes destacados a nível nacional quer na cultura quer nos desportos que se formaram nas nossas coletividades.

Sim! A família Académica sente-se ofendida, porque um membro da Assembleia Municipal que diz conhecer o Movimento Associativo Popular, desconhece profundamente as práticas do movimento associativo não sabendo que o significado de debater ideias não é ofender quem dá o melhor de si para que toda a comunidade usufrua de melhores condições de vida.
Sim! A família Académica agradece a colaboração e o apoio da CMA que SEMPRE esteve ao lado de TODAS as coletividades de Almada, independentemente das opções partidárias dos seus dirigentes. E reconhecemos nas pessoas, do primeiro presidente eleito democraticamente, José Martins Vieira, da presidente Maria Emília de Sousa, do presidente Joaquim Judas e do vereador António Matos o apoio e profundo conhecimento do Movimento Associativo Popular Almadense.

Os nossos sócios e a população de Almada sabem, que o que nos move é a determinação de hoje para o sucesso de amanhã. E foi com certeza com este lema que os nossos antecessores fizeram das coletividades baluartes na defesa da nossa cultura, da educação e instrução, da prevenção do isolamento constituindo-se como espaços de aprendizagem, socialização e integração social, que contribuem diariamente para a criação de uma sociedade mais solidária, em que os conflitos e a indiferença, que tanto parece estar instalada, dão lugar à cooperação; despertando as consciências para a construção de uma sociedade alicerçada nos valores da liberdade conquistada a 25 de abril de 1974, da democracia, da solidariedade, da justiça social, da inclusão e da coesão social.

Nós sabemos que existirão sempre Pedros Matias que sem nada contribuírem para uma melhor sociedade procuram granjear protagonismos para alavancar a sua ambição e ousam pôr em causa todo o esforço que nos fez chegar aqui, mas se pensam que nos desmotivam ou inibem desenganem-se!

Haverá sempre Homens e Mulheres que vão continuar a lutar pela Academia Almadense e pelo Associativismo em geral!
Somos acima de tudo gente que trabalha por um bem comum, não somos remunerados porque não é o dinheiro que nos move. Espantem-se – É o AMOR!
Amor pela nossa Família Académica, o amor por um bem maior que é o associativismo!

A Academia está mais viva que nunca assim como o espírito associativo!
Viva o Movimento Associativo Popular, Viva a Academia Almadense!

OS ÓRGÃOS SOCIAIS