Real time web analytics, Heat map tracking

Cine-Teatro

Sala do Cine-Teatro da Academia Almadense 

O edifício sede da Academia de Instrução e Recreio Familiar Almadense, cuja construção inicial foi concluída em Setembro de 1942, apresentava sinais evidentes de degradação e patologias construtivas diversas, que exigiam uma intervenção profunda e urgente, ao nível da recuperação e reabilitação de toda a construção.
A decisão, por parte da Direção da Academia Almadense, da recuperação deste edifício, integra-se no âmbito das intervenções nos edifícios emblemáticos da Cidade de Almada, recuperando-os e adaptando-os a novas valências, sob pena, se tal não for feito, da perda irreparável de parte significativa da “memória” da cidade. Esta intervenção visou uma adaptação e redimensionamento de todo o espaço interior, de modo a que o edifício possa albergar atividades da Academia Almadense e da Companhia de Dança de Almada, com base num Protocolo celebrado entre as duas instituições.

Cine Teatro exterior

Descrição da intervenção 

A intervenção teve quatro vertentes principais:
1-Estrutural: Execução de uma estrutura de reforço, constituída, pilares e vigas metálicas e pisos em lajes de betão armado.

2-Exteriores: Reabilitação das fachadas e respectivos vãos, Inclui trabalho de reboco e pintura de todos os panos exteriores, e substituição de toda a caixilharia metálica das portas e janelas. Substituição de todo o telhado, a cobertura, por um de idêntica geometria.

3-Interiores: Intervenção em pavimento, paredes e tectos. Redefinição dos espaços interiores adaptando-os às novas valências e funcionalidades. Implantação de novos blocos sanitários na cave, no piso térreo e no 1º Andar. Criação de Camarins sob o palco.

4- Instalações, equipamentos e sistemas: Instalação de raiz, de todas as redes de energia, de comunicação, de águas e de esgotos, assim como a ventilação/climatização de todos os espaços interiores. Desenvolvimento dos estudos, referentes ao condicionamento acústico, à conservação energética e isolamento térmico e ainda a colocação de todos os equipamentos meios e de segurança contra incêndios, do edifício.

A mecânica de cena (palco) foi dotada de meios adequados para vários tipos de espetáculos, dispondo a sala com uma capacidade para 200 espetadores, de equipamento de amplificação sonora e de projeção de vídeo de alta resolução.

mapa sala

 
Área Total: 1.518,0 m²

  Piso 1 – 132,0 m²
  Piso 2 – 725,0 m²
  Piso 3 – 560,0 m²
  Piso 4 – 101,0m²

corte aa

Outras informações:

Designação: Escola de Música e Biblioteca da Academia Almadense e Centro de Dança de Almada

Código: LISBOA-03-0841-FEDER-000469
Investimento Elegível: 1,785,662.67 €
Cofinanciamento FEDER: 1,160,680.74 €
Data de Início: 06/07/2011
Data de Conclusão: 04/09/2014
Co-financiamento:
POR Lisboa QREN União Europeia

O autor do projeto de arquitetura e coordenador de todos os projetos das especialidades foi o Arquiteto almadense José Luís Amaro - Planinfinito.
A empreitada ficou a cargo da empresa Betonit - Engenharias e Construções.

O requalificado Cine Teatro foi inaugurado a 13 de Setembro de 2014.

Mais informação no artigo da Agenda de Almada SET2014.
Reportagem da Inauguração pela CMAlmada.


Já na fase final das comemorações deste Aniversário, teremos ainda oportunidade de assistir a 4 actuações musicais, com 3 grupos convidados e um grupo "da casa", representando a Academia Almadense.
Não percam este serão musical, no próximo Domingo dia 26 pelas 16h.
Entrada livre.

Convidados:
Quarteto de Metais Stereophonic Sound
Quarteto de Cordas do Conservatório Regional de Palmela
Trio VII (Oboé, flauta e violoncelo)
Grupo de Saxofones da Banda da Academia Almadense


No âmbito das Comemorações do 120º Aniversário da Academia Almadense, terá lugar no CineTeatro o Serão Cultural "As Portas Que Abril Abriu".
Um espetáculo de música e poesia, organizado pelo nosso Prof. Heldér Charneira, em homenagem ao Poeta Ary dos Santos, pelos 30 anos da sua morte.

1ª Parte: "Quem era Ary dos Santos" com Alberto Benfeita (amigo e autor da fotobiografia de Ary)
2ª Parte: Grupo "As Portas Que Abril Abriu" com Hélder Charneira, Vicktor Reis, Ricardo Fonseca, João Sabbo, João Azenha, Irina Pereira, Florbela Ramalho e Patrícia Costa.

Domingo, dia 12 pelas 16h, com entrada livre!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A MONSTRINHA, secção do Festival de Animação de Lisboa - MONSTRA, é o momento de encontro entre a arte maior do cinema de animação e aqueles que fazem do descobrir, do aprender, do sonhar, do inventar o seu dia-a-dia.

 

A MONSTRINHA tornou-se uma companhia anual de muitas crianças e jovens. Só em 2014 levou, durante 11 dias, o melhor do cinema de animação a mais de 14 mil alunos e professores. Nestes 15 anos foram mais de 100 mil aqueles que viram animação com e na MONSTRINHA.

Neste edição em que se comemoram os 15 anos do festival, a MONSTRINHA chega à Academia Almadense, em colaboração com o Agrupamento de Escolas Anselmo de Andrade. Como sempre, fica o desafio para a aventura e descoberta de novos universos, histórias, prazeres e aprendizagens propostas pela MONSTRINHA 2015.

Para mais informações: monstrinha@monstrafestival.pt / www.monstrafestival.com


Serão Cultural - Livros Com Música:
Nas comemorações deste 120º Aniversário a Academia Almadense junta-se a uma causa solidária e recebe Diogo Lopes, um jovem músico, Presidente Honorário da Associação Portuguesa de Charcot-Marie-Tooth, que irá dar o seu testemunho sobre o tema, tocar e ainda apresentar o seu livro ContraBaixo.
Um serão a não perder, no CineTeatro, dia 11 pelas 16h.
Entrada livre.

Em mais uma edição da tradicional Mostra de Teatro de Almada, a Academia Almadense orgulha-se de receber, no seu renovado Cineteatro, sete obras das 19 que vão participar, de diversos grupos de teatro do concelho, incluindo também este ano o já famoso Grupo de Teatro Musical da Academia Almadense.

Leia mais...