Real time web analytics, Heat map tracking
  • 123-.JPG
  • cinema.jpg
  • IMG_20140826_183449.jpg
  • bandacover2018.jpg
  • header3.png
  • violino.JPG
  • CUA_fb_cover.png
  • 299710_275808062440437_1146737628_n.jpg
  • kjw.JPG

Cine-Teatro

Sala do Cine-Teatro da Academia Almadense 

O edifício sede da Academia de Instrução e Recreio Familiar Almadense, cuja construção inicial foi concluída em Setembro de 1942, apresentava sinais evidentes de degradação e patologias construtivas diversas, que exigiam uma intervenção profunda e urgente, ao nível da recuperação e reabilitação de toda a construção.
A decisão, por parte da Direção da Academia Almadense, da recuperação deste edifício, integra-se no âmbito das intervenções nos edifícios emblemáticos da Cidade de Almada, recuperando-os e adaptando-os a novas valências, sob pena, se tal não for feito, da perda irreparável de parte significativa da “memória” da cidade. Esta intervenção visou uma adaptação e redimensionamento de todo o espaço interior, de modo a que o edifício possa albergar atividades da Academia Almadense e da Companhia de Dança de Almada, com base num Protocolo celebrado entre as duas instituições.

Cine Teatro exterior

Descrição da intervenção 

A intervenção teve quatro vertentes principais:
1-Estrutural: Execução de uma estrutura de reforço, constituída, pilares e vigas metálicas e pisos em lajes de betão armado.

2-Exteriores: Reabilitação das fachadas e respectivos vãos, Inclui trabalho de reboco e pintura de todos os panos exteriores, e substituição de toda a caixilharia metálica das portas e janelas. Substituição de todo o telhado, a cobertura, por um de idêntica geometria.

3-Interiores: Intervenção em pavimento, paredes e tectos. Redefinição dos espaços interiores adaptando-os às novas valências e funcionalidades. Implantação de novos blocos sanitários na cave, no piso térreo e no 1º Andar. Criação de Camarins sob o palco.

4- Instalações, equipamentos e sistemas: Instalação de raiz, de todas as redes de energia, de comunicação, de águas e de esgotos, assim como a ventilação/climatização de todos os espaços interiores. Desenvolvimento dos estudos, referentes ao condicionamento acústico, à conservação energética e isolamento térmico e ainda a colocação de todos os equipamentos meios e de segurança contra incêndios, do edifício.

A mecânica de cena (palco) foi dotada de meios adequados para vários tipos de espetáculos, dispondo a sala com uma capacidade para 200 espetadores, de equipamento de amplificação sonora e de projeção de vídeo de alta resolução.

mapa sala

 
Área Total: 1.518,0 m²

  Piso 1 – 132,0 m²
  Piso 2 – 725,0 m²
  Piso 3 – 560,0 m²
  Piso 4 – 101,0m²

corte aa

Outras informações:

Designação: Escola de Música e Biblioteca da Academia Almadense e Centro de Dança de Almada

Código: LISBOA-03-0841-FEDER-000469
Investimento Elegível: 1,785,662.67 €
Cofinanciamento FEDER: 1,160,680.74 €
Data de Início: 06/07/2011
Data de Conclusão: 04/09/2014
Co-financiamento:
POR Lisboa QREN União Europeia

O autor do projeto de arquitetura e coordenador de todos os projetos das especialidades foi o Arquiteto almadense José Luís Amaro - Planinfinito.
A empreitada ficou a cargo da empresa Betonit - Engenharias e Construções.

O requalificado Cine Teatro foi inaugurado a 13 de Setembro de 2014.

Mais informação no artigo da Agenda de Almada SET2014.
Reportagem da Inauguração pela CMAlmada.


No âmbito das Comemorações do 120º Aniversário da Academia Almadense, terá lugar no CineTeatro o Serão Cultural "As Portas Que Abril Abriu".
Um espetáculo de música e poesia, organizado pelo nosso Prof. Heldér Charneira, em homenagem ao Poeta Ary dos Santos, pelos 30 anos da sua morte.

1ª Parte: "Quem era Ary dos Santos" com Alberto Benfeita (amigo e autor da fotobiografia de Ary)
2ª Parte: Grupo "As Portas Que Abril Abriu" com Hélder Charneira, Vicktor Reis, Ricardo Fonseca, João Sabbo, João Azenha, Irina Pereira, Florbela Ramalho e Patrícia Costa.

Domingo, dia 12 pelas 16h, com entrada livre!

 


Serão Cultural - Livros Com Música:
Nas comemorações deste 120º Aniversário a Academia Almadense junta-se a uma causa solidária e recebe Diogo Lopes, um jovem músico, Presidente Honorário da Associação Portuguesa de Charcot-Marie-Tooth, que irá dar o seu testemunho sobre o tema, tocar e ainda apresentar o seu livro ContraBaixo.
Um serão a não perder, no CineTeatro, dia 11 pelas 16h.
Entrada livre.

Em mais uma edição da tradicional Mostra de Teatro de Almada, a Academia Almadense orgulha-se de receber, no seu renovado Cineteatro, sete obras das 19 que vão participar, de diversos grupos de teatro do concelho, incluindo também este ano o já famoso Grupo de Teatro Musical da Academia Almadense.

Leia mais...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A MONSTRINHA, secção do Festival de Animação de Lisboa - MONSTRA, é o momento de encontro entre a arte maior do cinema de animação e aqueles que fazem do descobrir, do aprender, do sonhar, do inventar o seu dia-a-dia.

 

A MONSTRINHA tornou-se uma companhia anual de muitas crianças e jovens. Só em 2014 levou, durante 11 dias, o melhor do cinema de animação a mais de 14 mil alunos e professores. Nestes 15 anos foram mais de 100 mil aqueles que viram animação com e na MONSTRINHA.

Neste edição em que se comemoram os 15 anos do festival, a MONSTRINHA chega à Academia Almadense, em colaboração com o Agrupamento de Escolas Anselmo de Andrade. Como sempre, fica o desafio para a aventura e descoberta de novos universos, histórias, prazeres e aprendizagens propostas pela MONSTRINHA 2015.

Para mais informações: monstrinha@monstrafestival.pt / www.monstrafestival.com